Exposição precoce à publicidade do álcool estimula abuso entre jovens

Imagem de Capa: Extraída da internet, autor desconhecido

Uma revisão sistemática de uma série de estudos que investigou a exposição de jovens abaixo da idade legal para beber à publicidade de bebidas alcoólicas mostrou que em todos os 12 estudos se demonstrou uma relação entre o marketing desses produtos e o consumo precoce e principalmente o abuso de álcool. Segundo o Centro para o controle de doenças e prevenção (CDC) dos Estados Unidos define-se o abuso como o consumo de 4 ou mais doses em duas horas para as mulheres e 5 ou mais doses para os homens.

Esse padrão de consumo está associado com uma série de problemas que afetam a saúde pública, incluindo agressão sexual, violência, tentativas de suicídio e uso de drogas ilícitas.

O álcool é a maior causa de invalidez e morte entre homens jovens de 15 a 24 anos de todas as partes do mundo e de mulheres na mesma faixa etária nos países ricos e no continente americano. Se estima que só nos Estados Unidos leve a uma média de 4.350 mortes todos os anos.

A pesquisa foi conduzida pelo Centro sobre o Marketing de Álcool e Juventude (CAMY no original em inglês), parte da Escola de Saúde Pública Bloomberg da Universidade John Hopkins e foi publicado numa edição especial do periódico Addiction, que se focou exclusivamente no tema da relação entre publicidade do álcool e a saúde pública.

“A última revisão da literatura científica incorpora evidências mais fortes à alegação de que a exposição ao marketing do álcool entre jovens está ligada a um maior consumo entre os menores de idade e, em particular, ao abuso no uso do álcool” diz o líder do estudo Dr. David Jernigan, diretor do CAMY e professor associado no Departamento de Saúde, Comportamento e Sociedade da Escola Bloomberg.

Fonte: EurekAlert

sobre-o-autor-alejandro-rico

Anúncios