Proteção materna – RNA da placenta protege bebê de infecções virais

Imagem: University of Pennsylvania

Aqui está a nossa homenagem – ainda que um pouco atrasada – de dia das mães: Uma pesquisa recente revelou um mecanismo envolvido na proteção de fetos em desenvolvimento contra a infecção por patógenos, especificamente vírus.

Para realizarem a descoberta, os pesquisadores responsáveis pelo trabalho, publicado no periódico Molecular and Cellular Biology, se interessaram por uma molécula em específico, um lncRNA chamado lncRHOXF1. LncRNAs significam “Long non-coding RNAs”, ou “RNAs longos e não condificadores”, e são RNAs – ou seja, “mensageiros genéticos”, por assim dizer – que não codificam proteínas (Que é a função tradicional de uma molécula de RNA). Invés disso, lncRNAs costumam ter papel na regulação de genes, estimulando ou suprimindo sua expressão de forma a adaptar a resposta da célula.

Os pesquisadores se interessaram no lncRHOXF1 ao perceber que era uma molécula extremamente abundante em células placentárias. A mesma era similar à outras moléculas em primatas e cães, mas não em ratos, o que indicava que era uma molécula bastante recente na escala evolutiva.

almo-amamentacao2

E a proteção materna não para com o nascimento – o leite materno tem um papel importante em manter o bebê saudável até o desenvolvimento do seu próprio sistema imune. (Imagem: Autor desconhecido, extraído de Drops de Mãe)

Ao estimular a produção desse lncRNA, os pesquisadores perceberam que ele modulava principalmente a ação de genes relacionados à imunidade e combate antiviral. Para finalizar a pesquisa, a equipe infectou células com a expressão da lncRHOXF1 comprometida e observou que estas células expressaram uma carga menor de RNA viral, o que é indicativo de uma infecção menos severa, mas também que a carga do lncRHOXF1 aumentou expressivamente após a infecção.

Segundo Montserrat Anguera, coordenador da pesquisa, “O lncRNA parece perceber e modular sua expressão baseado na presença do vírus”. A pesquisa tem bastante relevância e abre as portas para outros trabalhos estudando os mecanismos pelo qual o lncRHOXF1 é capaz de realizar esta ação. Especialmente em tempos de epidemia do Zika vírus, qualquer compreensão sobre proteção antiviral no desenvolvimento é essencial.

Sobre o Autor - Lucas Rosa.png

Anúncios