Experimento chinês abre novas possibilidades para homens inférteis

Imagem de capa: Zappys Technology Solutions via Flickr CC By 2.0

Infertilidade masculina é um problema que afeta 7% dos homens adultos em todo o mundo. Felizmente para estes indivíduos, um experimento chinês a ser publicado em março na Cell Stem Cell pode trazer uma nova esperança.

A equipe liderada pelo pesquisador Quan Zhou foi capaz de transformar células tronco de ratos em células espermáticas férteis, que foram injetadas em óvulos de ratas (técnica conhecida como Microinjeção intracitoplasmática) e foram capazes de fertiliza-lo e gerar filhotes saudáveis em todos os aspectos, inclusive capazes de se reproduzirem normalmente e gerarem uma terceira geração.

O sucesso é notável porque foi o primeiro estudo a conseguir atingir os padrões de desenvolvimento espermático fora de um organismo vivo (Ou seja, in vitro). Os pesquisadores conseguiram, apenas com hormônios e outros indutores no meio de cultura, fazer as células tronco passarem pelos mesmos estágios de maturação e divisão celular que levam à produção de uma célula espermática

Imagem retirada do artigo original. Autoria de Quan Zhou e sua equipe. Processos de transformação de uma célula tronco em espermática em organismo vivo (in vivo) ou em laboratório fora de organismo vivo (in vitro)

 

É importante notar porém que o resultado final não foi um espermatozoide – a célula clássica com flagelo e capacidade de locomoção que todos conhecemos – e sim uma espermátide, um tipo de célula precursor do espermatozoide. A espermátide já possui toda a carga genética que o espermatozoide contém, mas não possui as adaptações funcionais para fecundar um óvulo. É justamente por isso que os pesquisadores realizaram a microinjeção nos óvulos das ratas, efetivamente realizando fora do organismo vivo o processo de fecundação.

Infelizmente, esses são apenas os primeiros passos, e possuem diversos obstáculos. Primeiramente porque o processo de desenvolvimento de células espermáticas é um pouco diferente entre humanos e ratos – logo, não há garantia que essa técnica vá funcionar com células tronco humanas. Além disso, o procedimento de microinjeção intracitoplasmática não possui uma taxa de sucesso muito alta – no experimento, a taxa de sucesso com as espermátides derivadas de células tronco foi de apenas 2,5%.

Ainda assim, o sucesso é motivo para comemoração, pois abre as portas para mais pesquisadores aperfeiçoarem a técnica e, talvez, no futuro, gerar uma nova possibilidade para homens inférteis serem pais.

Fontes:

PopSciArtigo Original

 

Sobre o Autor - Lucas Rosa.png

Anúncios