Comportamento alcoólatra pode estar ligado à resposta imunológica

Traduzido de Neuroscience News

Pesquisadores da Universidade de Adelaide, Austrália, publicaram estudo que encontra ligação entre o sistema imunológico cerebral e o desejo de beber álcool ao anoitecer.

Publicado no periódico Brain, Behavior and Immunity (Cérebro, Comportamento e Imunidade, em tradução livre),  o estudo é um dos primeiros de seu tipo a mostrar essa ligação. Em estudos de laboratório usando camundongos, os pesquisadores foram capazes de desligar o impulso de beber álcool ministrando aos ratos uma droga que bloqueia uma resposta específica do sistema imunológico no cérebro.

“Álcool é a droga mais consumida no mundo, e hoje há uma maior necessidade do que nunca de entender os mecanismos biológicos que comandam a necessidade de beber álcool”, diz o autor-chefe do estudo Jon Jacobsen, estudante de doutorado em farmacologia na Universidade de Adelaide.

De acordo com Jacobsen, os relógios biológicos podem ser influenciados com o sentimento de ”recompensa”, relacionado ao consumo de drogas, e esse horário costuma ser à noite. ”Nós queríamos testar qual papel o sistema imune cerebral deve ter nessa recompensa, e se poderíamos ou não desligá-la”, disse o pesquisador.

Os cientistas concentraram seus esforços no receptor imune TLR4. Eles administraram a droga (+)-Naltrexona, que é conhecida por bloquear o receptor TLR4 em camundongos.

Os estudos mostraram que camundongos que receberam a (+)-Naltrexona beberam menos álcool durante à noite, mesmo com a recompensa por comportamentos relacionados às drogas serem maiores neste período. Bloqueando, então, uma parte específica do sistema imunológico cerebral diminui significativamente a motivação de ratos para beber álcool durante à noite.

O orientador do estudo, Mark Hutchinson, diretor do ARC Centre of Excellence for Nanoscale BioPhotonics, da Universidade de Adelaide, e líder do laboratório de Neuroimunofarmacologia em que o estudo fora conduzido, diz que os achados apontam para uma necessidade de pesquisas futuras que busquem entender as implicações do ato de humanos beberem álcool: “nosso estudo é parte de um campo emergente que dá ênfase à importância do sistema imunológico cerebral no desejo de consumir álcool. Dada a cultura de beber que existe em muitas nações ao redor do mundo, incluindo a Austrália, associada ao vício em álcool e problemas de saúde envolvidos, nós esperamos que nossos resultados levem a futuros estudos”.

Referências:

University of Adelaide “Immune System Linked to Alcohol Drinking Behavior.” NeuroscienceNews. NeuroscienceNews, 15 September 2017.
<http://neurosciencenews.com/immune-system-alcohol-7494/&gt;.

Pesquisa original: Resumo de “The efficacy of (+)-Naltrexone on alcohol preference and seeking behaviour is dependent on light-cycle” by Jonathan Henry W. Jacobsen, Femke T.A. Buisman-Pijlman, Sanam Mustafa, Kenner C. Rice, and Mark R. Hutchinson in Brain, Behavior, and Immunity. Published online August 30 2017 doi:10.1016/j.bbi.2017.08.021

Imagem: Domínio público

sobre-o-autor-gabriel-deschamps

Anúncios