Citronela realmente repele mosquito?

Velas de citronela podem ser ótimas para criar um clima com seu aroma, mas elas não são tão boas para o que elas normalmente são anunciadas fazer: repelir mosquitos. Essa é uma conclusão de um novo estudo que testou 11 tipos de repelentes em mosquitos Aedes aegypti – vetores da Zika, febre amarela, dengue e outras doenças.

Para descobrir quais funcionavam melhor os cientistas desenvolveram um teste de laboratório projetado para imitar as condições do quintal de alguém. Um ser humano sentou-se em uma extremidade de um túnel de vento como “isca”, enquanto os cientistas mediram quantos mosquitos se moviam em direção ao alvo, dependendo de qual repelente era usado: um de cinco sprays, cinco dispositivos móveis ou uma vela de citronela.

A maioria não cumpriu as promessas dos seus rótulos. A uma distância de 1 metro, DEET (um composto químico que serve como repelente de insetos) e sprays com óleo de eucalipto-limão reduziu a atração dos mosquitos em 60%. O único dispositivo móvel que funcionou foi da marca OFF! contendo o inseticida metoflutrina.

O restante dos produtos teve um fraco efeito repelente ou não foram melhores do que nenhuma proteção, afirmaram os pesquisadores em artigo publicado no Journal of Insect Science.

Dois dispositivos em particular foram criticados pelos cientistas: braceletes contendo extratos de ervas e repelentes de mosquitos sonoros que afirmam usar som de alta frequência para afastar mosquitos.

Já entre os sprays que tiveram baixa eficácia estão os que têm como princípio ativo óleo de citronela, de soja, de hortelã-pimenta, de capim-limão e de geranium, além da picaridina (ou icaridina, substância derivada da pimenta).

As velas de citronela não tiveram efeito nenhum contra os mosquitos.

Referências: Science

Sobre o Autor - Mário

Anúncios