Vacina contra Zika pode ser mais fácil do que pensávamos

Imagem de capa: Autor desconhecido, extraído de Procurandosaude

Com as olimpíadas prestes à começarem, a preocupação com a epidemia do vírus Zika se intensifica entre os profissionais de saúde do mundo todo. Nesse mar de preocupações, boas notícias são preciosas – e, felizmente, a notícia que trazemos hoje é muito boa. Pesquisadores descobriram que todas as cepas do vírus parecem compartilhar do mesmo estereótipo – ou seja, uma vacina desenvolvida contra uma cepa seria capaz de proteger um indivíduo contra todas.

Existem duas linhagens principais do vírus circulantes no mundo – a asiática e a africana, e cada uma possui diversos subtipos – ou cepas – virais. A linhagem que está causando a atual epidemia é a asiática. Uma vez infectado, o sistema imune do indivíduo desenvolve anticorpos que o protege de futuras infecções. Porém, até o momento, não se sabia se anticorpos produzidos contra uma cepa do vírus poderiam oferecer proteção contra outras cepas e, principalmente, outras linhagens. Em seu trabalho, publicado na Cell Reports, Theodore Pierson e sua equipe de pesquisadores do National Institute of Health dos EUA testaram essa possibilidade.

Os pesquisadores extraíram o soro de pacientes infectados pela linhagem asiática do vírus e testaram se os anticorpos presentes nesse soro seria capaz de neutralizar 6 cepas virais, das linhagens africana e asiática. O que eles descobriram é que os anticorpos desse soro foi capaz de neutralizar todas as cepas de forma igualmente eficaz. Resultados similares foram encontrados quando os pesquisadores realizaram experimentos similares em ratos.

Portanto, o vírus possui um único estereótipo. Isso significa que uma vacina pode ser desenvolvida contra esse estereótipo, sendo potencialmente eficaz contra todas as cepas do vírus. Isso facilitaria significativamente o desenvolvimento de uma vacina contra o vírus.

Fonte: EurekAlert

Sobre o Autor - Lucas Rosa.png

Anúncios