Cientistas conseguem desenvolver embriões de ratos no espaço – primeiro passo para a colonização?

Imagem de capa: Autor desconhecido, encontrada na internet. Retirada de Geneticliteracyproject

Desde que o ser humano existe, existe o desejo do mesmo de conquistar as estrelas. A, ainda que já sejamos capazes de ir até a lua e enviar robôs para Marte, seríamos capazes de colonizar o espaço? Como o vazio poderia afetar o desenvolvimento da vida? O primeiro passo pra buscar essa resposta foi dado por uma equipe de pesquisadores chineses, que enviaram 6000 embriões de ratos para se desenvolverem no espaço, no dia 6 de Abril.

Os resultados foram promissores: em 80 horas, diversos embriões haviam progredido do estágio inicial ao estágio de blastocisto, que é o momento que antecede à implantação do embrião no útero. Os embriões se desenvolveram de maneira normal, como se desenvolveriam na terra.

Os resultados são surpreendentes porque um experimento similar realizado pela NASA em 1996, com 48 embriões, deu resultados negativos, com os embriões falhando em se desenvolver. Uma explicação para esta discrepância poderia ser o número de amostras utilizadas.

De qualquer forma, esse é apenas o primeiro passo – estes resultados não significam que um ser humano seria capaz de se desenvolver normalmente no espaço. Ainda assim, é um primeiro passo promissor, que alimenta a esperança que, um dia, conseguiremos colonizar a chamada “fronteira final”.

Sobre o Autor - Lucas Rosa.png

Fonte: Telegraph

Anúncios