Exercício físico melhora esquizofrenia, diz estudo

Imagem de capa: Autor desconhecido, extraída de TexasRockGym

O exercício físico traz diversos benefícios, como já abordamos no Mural anteriormente. Porém, uma pesquisa recentemente publicada no Schizophrenia Bulletin, o principal periódico científico para pesquisas de esquizofrenia, revelou que a atividade física regular também pode ser útil para amenizar essa doença.

A esquizofrenia não traz ao seu paciente apenas alucinações e surtos, que são os sintomas clássicos da doença, mas também traz ao paciente diversas complicações cognitivas, piorando a memória, a concentração, e a capacidade de processamento de informações. Para realizar sua pesquisa, os cientistas da University of Manchester realizaram uma metanálise de 10 estudos diferentes, de forma à poder comparar os seus resultados.

O que os pesquisadores concluíram é que uma média de 12 semanas de exercício aeróbico (Como caminhada e bicicleta) era capaz de melhorar significativamente a capacidade cognitiva desses indivíduos, em conjunto com os medicamentos habituais.

Segundo os pesquisadores, é relevante procurar novas formas de tratamento contra a esquizofrenia porque os medicamentos atuais não tratam desses deficits cognitivos trazidos pela doença. O exercício, dessa forma, se mostra como um potencial tratamento complementar que, se aplicado desde o início da manifestação da mesma, pode reduzir significativamente a sua progressão, permitindo que os pacientes tenham uma melhor qualidade de vida.

Fonte: Eurekalert

Sobre o Autor - Lucas Rosa.png

Anúncios