Por que animais de tipos diferentes podem ser tão parecidos?

Imagem em destaque: obtida em http://www.bio.miami.edu

A teoria da evolução por meio da seleção natural, criada pelo naturalista Charles Darwin em 1938 e exposta ao público em 1859 no livro “A Origem das Espécies” foi um marco na história das ciências e da humanidade, sendo, segundo o geneticista Theodozius Dobzhansky, a teoria que dá sentido à toda Biologia. Em resumo, a seleção natural é o principal agente da evolução, selecionando os melhores adaptados dadas as circunstâncias ambientais. Também caracteriza-se pela descendência com modificações(mutações) e por não ser um processo dirigido a um fim específico. Contudo, vemos na natureza diversos exemplos de categorias distintas compartilhando características extremamente semelhantes, como é o caso das baleias(mamíferos) e os peixes, morcegos e pássaros, dentre outros. Como isso acontece?

Ao processo citado dá-se o nome de convergência adaptativa, ou seja, indivíduos de ancestralidade distante passam a ter características semelhantes. Essas características compartilhadas são denominadas sinapomorfias. Contudo, sinapomorfias podem ser separadas em análogas ou homólogas. As sinapomorfias homólogas têm mesma origem embrionária, como o pescoço de seres humanos e o das girafas. As sinapomorfias análogas têm origem embrionária distinta, como o caso das asas dos morcegos, que são membranas entre os dedos desses, e as asas dos lagartos do gênero Draco, que são compostas por costelas prolongadas envoltas por escamas, conforme pode-se verificar nas imagens abaixo.

Draco-Lizard-3.jpgmorcegos.

Essas convergências ocorrem quando os ambientes em que as espécies estão inseridas possuem características semelhantes, ou seja, as pressões seletivas agindo sobre os seres vivos são as mesmas. Portanto, é de se esperar que, dadas as condições, indivíduos de uma certa espécie que nasceram com diferenças genéticas foram favorecidos em detrimento de outros. Assim, gradualmente, as estruturas foram se formando.

Esse é apenas um dos diversos mecanismos e consequências da seleção natural, que realiza pressões por diversos sentidos e nos mais variados contextos.

 

Referências:

DARWIN, Charles – A Origem das Espécies. 1859

GOULD, Stephen J. – O Polegar do Panda, 2004. Editora Martins Fontes

Imagens: Autor desconhecido, retiradas da internet.

sobre-o-autor-gabriel-deschamps

Anúncios