Pinguins em colônia se comportam como moléculas num líquido 2D

Traduzido de ScienceNews

Pinguins-imperadores são conhecidos por se aconchegarem em busca de se aquecer, mas seus parentes Reais preferem ter seu espaço pessoal.

Fotos aéreas de duas colônias de reprodução de pinguins-rei mostram que os indivíduos e casais mantém distância dos vizinhos mas ainda assim continuam juntos como grupo. Esse arranjo se assemelha a um líquido 2D simulado onde as moléculas num plano simultaneamente se atraem e se repelem, reportam pesquisadores em 04/04/2018 no periódico Journal of Physics D: Applied Physics. 

“Modelos simples de física são elegantes e explicam muito”, diz o coautor do estudo Dan Zitterbart, físico do Woods Hole Oceanographic Institution, em Massachussets.

Pinguins-rei são forçados a ficarem próximos devido a falta de espaço em pequenas ilhas no Atlântico Sul onde as aves habitam, enquanto são afastados pela tendência territorial de bicar uns aos outros. Esse ato de puxar e empurrar cria uma distância consistente e dinâmica, como entre as moléculas de um líquido.

Diferente de algumas espécies de pinguins, pinguins-rei(Aptenodytes patagonicus) não fazem ninhos — eles aquecem os ovos entre os pés. Então as aves podem se mover como um todo, similar a um fluído, para evitar disrupções como um ataque de elefante marinho antes de voltarem aos seus lugares.

Entender essa dinâmica pode permitir que os pesquisadores descubram quantas aves existem numa colônia por meio de uma única foto. Essa técnica pode ajudar os cientistas a rastrear o número da população desses pinguins, que são ameaçados pelo aumento da temperatura do mar.

Siga o Mural também no Facebook, no Twitter e no Instagram

Referências:

Imagem em destaque: French Polar Institute Paul-Émile Victor

In a colony, king penguins behave like molecules in a 2-D liquid: https://www.sciencenews.org/blog/science-ticker/colony-king-penguins-behave-molecules-2-d-liquid?tgt=nr

Structural organisation and dynamics in king penguin colonies: http://iopscience.iop.org/article/10.1088/1361-6463/aab46b

sobre-o-autor-gabriel-deschamps

Anúncios